As conquistas de um cidadão que começou de baixo: Marcio Alaor é homenageado por sua cidade natal e lembra de sua longa caminhada ao sucesso

Durante a 33a Exposição Agropecuária de Santo Antônio do Monte, a Expô Samonte, o executivo que nasceu nessa cidade Marcio Alaor foi homenageado por sua história de superação, amizade e retribuição aos cidadãos desse lugar que tanto o ajudou em sua longa escalada para o sucesso.

 

No evento, foi inaugurada a Praça de Alimentação Marcio Alaor de Araújo, em homenagem ao atual vice-presidente do Banco BMG. Além disso, o executivo ainda recebeu uma placa de reconhecimento, demonstrando que sua cidade valoriza todos os benefícios que ele trouxe para ela, tal como os múltiplos incentivos financeiros que ele realizou. Mas se hoje ele é considerado uma parte tão importante da sua cidade natal, no início da sua história foi preciso lutar contra as mais variadas dificuldades para abrir o caminho do seu sucesso.

 

Quando criança, Marcio Alaor precisou trabalhar como engraxate. Mas apesar de todas as dificuldades que a função de engraxate oferece, inclusive um certo demérito perante a percepção da sociedade, é relatado que o garoto não fazia pouco caso e procurava pela maior quantidade de serviço que podia encontrar. Observando toda a dedicação daquela criança, o médico Dr. Wilmar decidiu ajuda-lo. Mas aparentemente Wilmar era um homem sábio e não queria oferecer a falsa ajuda daquele que dá o peixe, mas não ensina a pescar. Então, quando todos os seus sapatos já estavam limpos, o médico enviava novamente os calçados para o garoto, mesmo sem qualquer necessidade disso e o menino sempre aproveitava as oportunidades que recebia.

 

Com experiências como essa, é possível compreender como Marcio Alaor aprendeu o valor de uma amizade. Quando não tinha nada, outras pessoas estenderam-lhe a mão e o ajudaram sem qualquer outro motivo que não fosse a vontade desinteressada de agir bondosamente. Por meio disso, o executivo pode perceber que o valor das pessoas é maior que o valor do dinheiro, já que o dinheiro não compra a bondade e a bondade não precisa do dinheiro para existir. Em sua vida, ele dependeu de outras pessoas para atingir o seu sucesso profissional. E em suas atitudes como empreendedor, ele sempre demonstrou privilegiar as pessoas de sua confiança em relação ao dinheiro em si, uma vez que a confiança é coisa rara e precisa de muitos anos para ser formada.

 

Durante a sua existência, Marcio Alaor desenvolveu grande apreço por Santo Antônio do Monte, sua cidade natal. Devido às pessoas que encontrou em seu caminho, os cidadãos desse lugar passaram a ocupar um lugar especial em seu coração e ele sente que deve retribuir tudo que recebeu. Com isso, o executivo do Banco BMG procura incentivar as atividades econômicas da cidade, principalmente o agronegócio. E com sua atitude empreendedora ele compreende o potencial da região e busca pelos talentos que existem ali. Por ter recebido oportunidades quando não tinha nada além de sua força de vontade, ele agora procura reconhecer nos mais pobres essa mesma disposição, acreditando que mesmo aqueles que parecem ser incapazes podem atingir uma boa posição profissional, assim como ele conseguiu.

1 thought on “As conquistas de um cidadão que começou de baixo: Marcio Alaor é homenageado por sua cidade natal e lembra de sua longa caminhada ao sucesso”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *