Curiosidades do famoso chapéu do Panamá que na verdade é produzido no Equador

Image result for chapeu panama

A cidade andina de Cuenca, no Equador, que fica a 441 km seguindo ao sul de Quito, é conhecida pela produção dos glamorosos chapéus do Panamá. Fabricados com a palha toquilla, os chapéus possuem uma consistência macia e maleável, que fazem com que os visitantes, sintam vontade de levar este acessório como lembrança para casa. O valor de cada chapéu vai depender da qualidade do fio, podendo chegar até US$ 3 mil, em torno de R$ 7 mil.

Na cidade de Cuenca existem quatorze fábricas que dão o acabamento no chapéu, já que os moradores locais fazem eles à mão, e depois as fábricas compram esses chapéus deles para fazer o seu acabamento. Além desse acessório, são feitas também bolsas e vários modelos de artesanato com palha toquilla, que geram rendas para os moradores da cidade.

Uma das mais importantes fábricas da região é a Homero Ortega, que abriga desde 2008, o museu chamado de “La Magia del Sombrero”, onde os turistas podem conhecer a história e todas as curiosidades do chapéu do Panamá, além do seu valor cultural e financeiro para o país.

Visitando essa fábrica, é possível observar todo o processo da fabricação, desde o modo como eles estão quando foram comprados dos artesãos, até estarem com os acabamentos finais para serem colocados à venda. Também é possível conhecer toda a história da fábrica, em painéis que mostram através do tempo, as cinco gerações da família Ortega, que trabalham com essa fibra há pelo menos quarenta anos, e que exportam esse produto para diversos países, de todos os continentes do mundo.

A fábrica Homero Ortega possui uma loja onde são encontrados os mais variados chapéus, com os valores indo de US$ 30 a US$ 3 mil, dependendo da qualidade da fibra utilizada. Depois que os chapéus são exportados, os valores se tornam ainda mais altos, sendo que em Florença um chapéu original e de uma fibra especial pode ser encontrado até por US$ 35 mil.

A partir de 1890, os chapéus começaram a ser exportados e com a construção do canal do Panamá, essa exportação aumentou de forma significante. Devido ao material utilizado nesse acessório, que apresenta leveza da fibra, o chapéu começou a se tornar um item muito utilizado pelos trabalhadores, para se protegerem do sol do Caribe. Dessa forma é que esse chapéu  fabricado no Equador , começou a ficar conhecido no mundo todo como chapéu do Panamá, explicando dessa forma a confusão envolvendo o nome desse acessório, já que ele não se chama chapéu do Equador.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *