Horário de verão de 2018 começará após eleições no mês de novembro

Um novo decreto foi editado no dia 15 de dezembro de 2017 pelo presidente Michel Temer, que reduziu a duração do horário de verão para o ano de 2018. Segundo o decreto, em vez de começar no mês de outubro, o horário de verão de 2018 começará no mês de novembro. As regras poderão ser mantidas para os próximos anos, ou ainda ser excluídas completamente, caso o horário de verão seja eliminado de vez.

Após a edição feita pelo presidente Michel Temer, o decreto foi publicado no dia 18 de dezembro de 2017 através do DOU – Diário Oficial da União. Antes da publicação, as informações tinham sido fornecidas pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência.

O Planalto revelou que essa medida tomada pelo presidente viabiliza o pedido feito por Gilmar Mendes, o atual presidente do TSE – Tribunal Superior Eleitoral. Contudo, ao criar o novo decreto, Temer não alterou a data de término do horário de verão. Sendo assim, o programa se iniciará no mês de novembro, e será encerrado no terceiro domingo do mês de fevereiro em cada ano que o programa for aplicado.

Dentre os estados que utilizam o horário de verão estão: Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Espírito Santo, Santa Catarina, Mato Grosso, Goiás, Paraná, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal.

De acordo com a nova mudança decretada pelo presidente da república, o horário de verão de 2018 se iniciará a partir de 4 de novembro e irá se estender até o terceiro domingo de fevereiro de 2019. O início do horário de verão do ano que vem será marcado pela semana seguinte ao final do segundo turno das eleições presidenciais que ocorrerá no dia 28 de outubro.

O programa que se iniciou em 15 de outubro deste ano, terminará no dia 18 de fevereiro de 2018. Embora muitas pessoas acreditassem no fim do horário de verão, o presidente Michel Temer decidiu que o programa deve ser continuado, mas com algumas mudanças.

O pedido feito por Gilmar Mendes em novembro de 2017, dizia que o horário de verão deveria ser adiado por causa das eleições de 2018. Segundo o ministro e também presidente do TSE, a mudança do início do horário de verão visa garantir que não haja nenhum atraso na apuração de votos das eleições, ou ainda na divulgação do eleito.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *