Pesquisa aponta variação negativa de 0,3% no setor de Serviços em janeiro de 2019

No mês de janeiro de 2019, houve uma variação negativa do setor de serviços em todo o território nacional, fechando o mês em queda de 0,3% em comparação com o mês de dezembro do ano passado. Essa queda está ligada ao ajuste sazonal medido na variação observada no intervalo avaliado. Já na série medida sem ajuste sazonal, a comparação do desempenho do setor de serviços entre os meses de janeiro do ano passado e janeiro deste ano foi de alta de 2,1%, uma das melhores taxas de crescimento do setor observada desde 2015 (2,3%).

Em relação ao acumulado do ano, o resultado também foi de crescimento de 2,1%, mesmo resultado da comparação entre janeiro de 2018 e janeiro de 2019. No final de 2018, foram encerradas uma sequência de taxas negativas entre 2015 e 2017, período onde as perdas atingiram 11%. Já o acumulado nos últimos 12 meses com encerramento em dezembro de 2018 foi de 0,0%. Observando os 0,3% de crescimento verificados em janeiro deste ano em comparação com janeiro do ano passado, já é possível dizer que o cenário do setor de serviço começa a mudar para melhor.

As notícias que trazem estes dados foram publicadas pela PMS (Pesquisa Mensal de Serviços) e sites relacionados com o assunto. Mesmo com a variação negativa observada entre dezembro do ano passado e janeiro deste ano, o setor encontra-se estável. O que influenciou essa variação negativa de 0,3% entre o final do ano passado e o início deste ano foram os déficits observados em duas das cinco atividades avaliadas pela pesquisa. O peso das duas atividades é considerável com base em todo o volume de serviços neste período, representando 63% e puxando a taxa para baixo.

Correios, transportes e serviços auxiliares ligados aos transportes tiveram uma queda de 0,6%, acompanhada dos serviços de comunicação e informação, com queda de 0,2%. Neste caso, as três atividades restantes que tiveram um resultado positivo no período foram os serviços profissionais, complementares e administrativos, com 1,7% e alta; outros serviços, com crescimento de 4,8% e serviços prestados às famílias, com um ligeiro crescimento de 1,1%. Ainda em relação a série sazonal, a média móvel trimestral ligada ao setor de serviços demonstrou variação positiva deste importante indicador para economia de 0,2% no trimestre encerrado no mês de janeiro deste ano.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *