Guilherme Paulus fala sobre o novo ministro do turismo e discorre sobre a época de transição

O famoso empresário Guilherme Paulus está confiante no trabalho, que deverá ser desempenhado pelo novo Ministro do Turismo, Marcelo Álvaro. Um dos grandes nomes do setor e responsável pela fundação da GJP e CVC, o empresário brasileiro foi entrevistado pelo M&E, durante a Copa Itaipu de Golfe.

Confiante no trabalho de Marcelo Álvaro, ele ressaltou também o trabalho feito pelo antigo ministro, Vinicius Lummertz. Para Paulus, o período de transição de governos foi muito importante e bem feito. Segundo ele, Lummertz fez o possível para entregar o cargo para Álvaro, de forma organizada e evitando problemas.

Ele também ficou feliz pelo atual presidente não ter acabado com o Ministério do Turismo, assim como fez com o do Trabalho. O empresário lembrou que a manutenção dessa pauta é de “importância incalculável”.

Guilherme Paulus participou do Fórum Conectividade

Parar de trabalhar não está nos planos de Guilherme Paulus, que além de acompanhar os negócios que tem em todo o Brasil, também participa de eventos. Foi o que aconteceu no Fórum Conectividade – Hub de Negócios.

Realizado pelo Mercado & Eventos, o encontro aconteceu em 26 de novembro de 2018, no Teatro Renaissance, em São Paulo.

O empresário esteve presente no painel Formação de Hub e encerrou a primeira etapa do evento, ao lado do secretário de Turismo do Ceará, Arialdo Pinho. Guilherme Paulus foi o responsável por entrevistar o secretário sobre as práticas de cooperação entre os aeroportos.

O encontro teve a presença de mais de 300 pessoas e propôs uma grande debate sobre o futuro da aviação comercial.

Para quem não sabe, Guilherme Paulus também já atuou no setor de aviação. Além dos hotéis e da agência de viagem, ele é o empresário que transformou a pequena WebJet em uma grande potência.

Quando comprou a empresa de aviação, ela era praticamente inexistente no mercado. Dona de apenas uma aeronave, não era conhecida nacionalmente. Porém, Paulus mudou essa trajetória.

Ele decidiu investir e tornou a WebJet uma das maiores empresas de aviação do Brasil. A potência chamou a atenção de outras companhias aéreas e Guilherme acabou vendendo. Na época, a transação foi uma das maiores do setor. A WebJet foi vendida com 20 aeronaves.

 

Paulus começou cedo no mundo do turismo

A paixão pelo setor de turismo se deu quando o empresário era muito jovem. Com 22 anos de idade, ele abriu a sua primeira agência de viagens, na cidade paulista de Santos André. Ao lado do seu sócio, fazia excursões para funcionários de empresas da região.

Durante o período inicial, ele e a pequena CVC passaram por muita dificuldade financeira. Um amigo de Paulus chegou a sugerir que ele fechasse as portas e o seu sócio desistiu. Mesmo assim, o jovem decidiu investir e inovar.

Foi diversificando as viagens, oferecendo estadias em hotéis renomados e ajudando na hora do pagamento, que o empresário fez a CVC expandir. Um dos pontos fortes foi passar a parcelar os pacotes. Isso foi essencial para ampliar no número de clientes e fazer a CVC crescer.

O crescimento foi lento, mas aconteceu. Hoje a empresa tem mais de 900 lojas e transporta mais de 4 milhões de passageiros por ano. Assim, a CVC conquistou o título de maior agência de viagens da América Latina.

Inovação — A busca da montadora e distribuidora CAOA, fundada por Carlos Alberto de Oliveira Andrade, é por avançada tecnologia

A parceria fechada com a chinesa Chery busca por avançada tecnologia. Essa estratégia fez com que, em 2015, a CAOA inaugurasse o mais moderno laboratório de Eficiência Energética da América Latina.

A China possui a indústria automobilística mais avançada do mundo, segundo pesquisa feita pelo Mercator Institute for China Studies, da Alemanha. A boa notícia é que o Brasil formou uma recente parceria com toda essa tecnologia. Isso através da CAOA, maior conglomerado de distribuição e fabricação de veículos da América Latina — fundada em 1979 pelo médico e empresário brasileiro Carlos Alberto de Oliveira Andrade, atual Presidente do Conselho de Administração da companhia.

Em novembro do ano passado, a CAOA e a Chery se uniram em um acordo histórico de cooperação para lançarem a CAOA CHERY, nova montadora de veículos 100% nacional. Essa parceria estratégia agrega a experiência do time de engenheiros e técnicos da CAOA, com a tecnologia de ponta da indústria chinesa.

De acordo com a reportagem publicada pela conceituada revista Carta Capital, logo após o fechamento do negócio entre as empresas, intitulada “Todas as fichas no Brasil”, explica que essa parceria com a CAOA possibilitou ao grupo chinês o “aporte de um acervo sem paralelo de conhecimento mercadológico, atendimento e distribuição das grandes marcas globais de veículos representadas pela CAOA”.

A empresa de Carlos Alberto de Oliveira Andrade é uma importante referência de qualidade no que se referente a vendas e pós-venda, além de possuir ampla competência de gestão e satisfação dos consumidores. A companhia está presente em todas as regiões brasileiras e possui concessionárias das marcas Ford, Hyundai e Subaru, além de ser importadora exclusiva das marcas Hyundai e Subaru no Brasil desde o final da década de 1990. A CAOA também produz, em sua fábrica – a CAOA Montadora – na cidade de Anápolis (GO), os utilitários esportivos Tucson, iX35 e New Tucson, além dos caminhões HR e HD80.

Ainda segundo a matéria da Carta Capital, a empresa de Carlos Alberto está preparada para essa parceria. Ela investiu, por exemplo, mais de R$ 110 milhões na implementação do  Centro de Pesquisa e Eficiência Energética (CPEE). Trata-se do mais completo laboratório de Eficiência Energética da América Latina. Inaugurado em 2015 na cidade de Anápolis (GO), o CPPE realiza análises com novos veículos e motores, bem como, pesquisas de combustíveis e homologação de novos modelos; estudos sobre conceitos de produtos para a próxima década, sobre mobilidade urbana, sobre conceitos de manufatura e fluxos logísticos, e na linha da Manufatura 4.0.

“Com um centro desse nível, consigo fazer todo o trabalho de desenvolvimento e homologação antes encomendado a terceiros, como a certificação de produção. Não é mais necessário colocar o veículo num caminhão e fazer os testes fora. Mais importante, há ganhos expressivos de conhecimento, pois tudo aquilo que se desenvolve e se testa na empresa é incorporado por nosso grupo de engenheiros. Estamos fazendo também um trabalho conjunto com universidades, que traz um ganho de conhecimento para o país. Isso tudo é importantíssimo”, ressaltou à revista o Presidente da CAOA, Mauro Correia.

Quanto à parceria CAOA e Chery, “trata-se da associação de dois gigantes”, salientou Correia. “Nos unimos a uma grande marca chinesa que tem tecnologia, qualidade e está no maior mercado automobilístico do mundo (…) Quando você junta os dois [referindo-se à qualidade em tecnologia da Chery e, também, à qualidade de venda e pós-venda da CAOA], tem aí uma receita para obter grande sucesso”, finalizou o executivo da empresa fundada por Carlos Alberto de Oliveira Andrade.

A revista Carta Capital citou ainda que outro ponto positivo das operações industriais da empresa de Carlos Alberto de Oliveira Andrade é a sua contribuição no processo de recomposição de parte do setor de autopeças local que, em outro momento, já chegou a ser expressivo e contar com expoentes nacionais de projeção mundial como a Metal Leve e a Cofap. No entanto, “parte das fornecedoras sobreviventes deslocou-se para o Paraguai para escapar das condições adversas à indústria e constitui hoje um importante parque externo de fornecedoras das montadoras brasileiras”, esclareceu a matéria.

 

Carlos Alberto de Oliveira Andrade

O empresário brasileiro fundador e presidente do Conselho de Administração da CAOA é formado em medicina pela Universidade Federal de Pernambuco, e atuou como clínico-geral e cirurgião em Campinas Grande (PB), sua cidade natal.

A rotina de médico, no entanto, mudou há cerca de 40 anos, quando comprou um Ford Landau na concessionária Ford de Campina Grande (PB) e nem chegou a receber o veículo porque a concessionária faliu. Empreendedor, não hesitou em propor que a revenda lhe fosse repassada para compensar o pagamento feito pelo Landau. Dessa forma, fundou a CAOA, e passou a administrar a concessionária Ford. Em menos de seis anos, a CAOA tornou-se a maior revendedora Ford de toda a América Latina. Mas não parou por aí.

Em 1998, a CAOA se tornou importadora oficial da marca Subaru. No ano seguinte, em 1999, foi a vez da Hyundai que, contando com a representação da empresa de Carlos Alberto de Oliveira Andrade – realizou um trabalho exemplar de reposicionamento da marca e investimentos maciços em Marketing, Vendas, Pós-Venda, entre outros -, permitiu a Hyundai CAOA conquistar excelentes níveis de vendas no mercado brasileiro.

Em 2007, a CAOA inaugurou a CAOA Montadora de Veículos S/A. O empreendimento de R$ 1,2 bilhão, erguido no Distrito Agroindustrial de Anápolis (DAIA), foi construído com recursos próprios desse visionário que escolheu o estado Goiás por sua posição geográfica privilegiada. Com processos produtivos completos, a fábrica da CAOA Montadora, que já completou mais de uma década de atividades, possui altos índices de qualidade e elevado grau de automatização. Atualmente, saem da linha de produção da CAOA Montadora, os modelos: Tucson Flex, iX35, New Tucson e as linhas de comerciais leves, HR e HD.

Em quase quatro décadas, a CAOA, criada pelo Dr. Carlos Alberto de Oliveira Andrade, já superou a marca de um milhão de veículos comercializados no Brasil. Atualmente, a empresa fundada por Carlos Alberto de Oliveira Andrade está presente em todas as regiões do país.